Semana da Pessoa com Deficiência: faça cursos de educação inclusiva com desconto

Semana da Pessoa com Deficiência: faça cursos de educação inclusiva com desconto

Descontos especiais para os cursos de extensão universitária

Por Equipe Itard, em 2016-08-22 19:00:39
Tamanho da fonte: -A +A 1 comentário(s)

O que é a semana da pessoa com deficiência?

Em 2016 irá ocorrer entre os dias 21 a 28 de agosto, é um evento organizado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que comemoram a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Essa semana é tradicionalmente comemorada há 42 anos nas 2.000 Apaes do Brasil. Nesses dias são realizadas ações voltadas para a defesa de direitos da pessoa com deficiência e também pela conquista de novos espaços de inclusão.

O tema da vez é “O Futuro se faz com a conscientização das Diferenças” onde se buscam respostas para perguntas como: Por que falar de diferença? Qual sua importância? O que é diferença? O que tem a ver a diferença com a Semana da Pessoa com Deficiência?

Capacitação de professores é a chave para um futuro mais inclusivo

De acordo com o Estatuto da Nova Lei Brasileira da Inclusão (LBI) no capitulo IV - "Do Direito a Educação" (art.27) A educação constitui direito da pessoa com deficiência, assegurados sistema educacional inclusivo em todos os níveis e aprendizado ao longo de toda a vida, de forma a alcançar o máximo desenvolvimento possível de seus talentos e habilidades físicas, sensoriais, intelectuais e sociais, segundo suas características, interesses e necessidades de aprendizagem.[...] E que para isso [...] é dever do Estado, da família, da comunidade escolar e da sociedade assegurar educação de qualidade à pessoa com deficiência, colocando-a a salvo de toda forma de violência, negligência e discriminação.

Muitos são os direitos, poucas são as ações quanto ao cumprimento. Capacitar professores também é um desafio, ele precisa também ser estimulado, a escola deve contribuir para que seus professores se capacitem e se qualifiquem, pelo bem da instituição e da sociedade. Acreditamos que o professor é um dos principais agentes de transformação da sociedade e é por isso que investir no professor é o melhor caminho de criar uma cultura de inclusão no Brasil.Quando a Escola se compromete com a qualidade do ensino, todos saem ganhando, a escola ganha por ter mestres qualificados, o professor ganha por seu aprendizado e o aluno se beneficia muito, como aluno e como cidadão nessa sociedade.

A proposta do Instituto Itard é ofertar cursos de capacitação e extensão universitária a todos os professores do Brasil, que trabalham ou não diretamente com pessoas com deficiência. Nessa Semana da Pessoa com Deficiência, serão ofertados cursos com valores acessíveis, para que todos possam se beneficiar.

Participe e ganhe desconto nos cursos

Para participar responda uma das perguntas do tema da Semana da Pessoa com Deficiência o tema da vez é “O Futuro se faz com a conscientização das Diferenças”:

  • Por que falar de diferença?
  • Qual sua importância?
  • O que é diferença?
  • O que tem a ver a diferença com a Semana da Pessoa com Deficiência?

Para responder basta comentar aqui mesmo no final do texto

As melhores respostas ganharam destaque em nosso blog e serão divulgadas em nossa pagina no facebook.com/institutoitard

Importante: após responder entre em contato através do email: [email protected] para nos informar qual é o curso que gostaria de realizar, qual a carga horária atenderia sua necessidade, e o mais importante, quanto você poderia pagar por ele. Entraremos em contato.


Professor, queremos você! Assine grátis nosso newsletter

Receba novidades de sua diretamente no seu e-mail. Participe! É grátis.


1 comentário(s)

  • Heloisa Neves Nogueira

    Por que falar de diferença? Por que cada um é especial a sua maneira. Diferença existe sim, mais não deve ser tratada com uma forma de julgamento para definir uma pessoa. Ninguém é igual a ninguém, mas eu não sou melhor que o meu vizinho só por que tenho os meu dois braços e ele só nasceu com um. Talvez o meu vizinho tenha uma força de vontade muito maior que a minha, talvez ele consigue fazer coisas que eu com dois braços não consigo. As diferenças existem, mais cabe aos pais, educadores e responsáveis mostrar para criança que aquele amigo "diferente" é tão normal quanto ele. Devemos incluir, mesmo que seja um trabalho árduo e não excluir. Vamos lutar por uma educação inclusiva não só no papel, mais uma educação inclusiva vivida e praticada.

    Responder

Assine o newsletter

Receba novidades diretamente no seu e-mail. Participe! É grátis!